abril 01, 2007

Por favor

Faz-me o favor
de não perturbar
esta minha harmonia.
Faz-me o favor
de não reordenar
as prioridades do meu dia.
Faz-me o favor
de me deixar entregue
à minha confortável narcolepsia.
Faz-me o favor
de me soltar
tranquila no meu bem e no meu mal.
Faz-me o favor
de me permitir
não ser convencional.
Faz-me o favor
de não alterar a minha posição fetal.
adc

8 comentários:

nat disse...

Faz-me o favor
de sorrir!!

Faz-me o favor
de ser feliz!!

Beijinhos

adc disse...

;)
Bjs pa tu Nat

adc

Papoila disse...

Passo para te desejar uma Feliz Páscoa
“Cotovia canta-me as tuas canções
no nascente azul de voo erguido
ao encontro do Sol… recém-nascido
que na rósea alvorada ao céu levantas
nos frémitos da luz… feliz… incauta!”

Beijo

Aline Escórcio disse...

Este seu poema é mais uma prova de que muito do que a gente escreve é naverdade para que os outros se apropriem com seus próprios sentimentos.
Digo isso, porque por aqui caiu como uma luva para o momento.
Muito bom! Parabéns!

catarina disse...

oi miuda!
este devias postar no nosso blog das zambujices para que mais gente veja. tá lindooooo e faz-me o favor de continuar a escrever

Brain disse...

adc,

Excelentes conjunções de palavras que tu produzes.
Adorei este teu espaço.

Fiquei "cliente". Voltarei.

Beijo.

PS: Obrigado pela tua visita e palavras deixadas no meu espaço.

Poeta da Lua disse...

Segui a sua desarrumção.
A posição fetal nos asseguram...
É proteção ou fuga?
Lindo poema!
Um abraço e um sorriso!

impulsosdalma disse...

Fazes-me um favor?
Agarra a felicidade com as duas mãos... uma é pouco...