abril 22, 2009

Liberdade

A liberdade
é um menino
de todas as cores.

A liberdade
é um guarda-chuva
a apanhar sol.

A liberdade
é um malmequer
a perfumar a própria sombra.

A liberdade
é uma baía
onde mora a poesia.

A liberdade
é uma andorinha
a desenhar a Primavera.

A liberdade
é ter asas e saber
voar com elas, através das janelas.

A liberdade
é a última coisa
que se pode perder.

José Jorge Letria

4 comentários:

joaninha disse...

Liberdade! ... é tudo quanto quisermos... quem é livre? apenas a imaginação nos permite fantasiar a liberdade... e neste momento sou apenas o perfume de uma rosa...
Belo o poema que nos transporta a possíveis "liberdades"
Gostei! Mil beijos

anabloom disse...

O livro é ainda mais belo e livre! :D

Sofia disse...

"A liberdade
é ter asas e saber
voar com elas..."

Nada mais a acrescentar..

Baci

nat disse...

Tomei a liberdade de voltar a visitar o teu blog... e voltarei a ser mais assídua... prometo... tenho que voltar a pôr os neurónios a funcionar e nada melhor que mergulhar na tua poesia... voar!! que saudades!!

beijinhos e bom fim-de-semana
nat