novembro 27, 2007

Reticências


Somos equidistantes pontos em dimensões diversas.
Com paralelas intenções em matriz desigual.
Em equilíbrio deslocas-te, em ciclo, simetria.
Encontro-te em linha diagonal, vertical, horizontal.
Qualquer língua sem fronteira, pronunciamos com limite.
Corpos submersos e razão vadia...
Marcados na pele, nos gestos, aroma, olhar sem névoa ou bruma.
Riscados, rabiscados em cada página, rasurada a escrita e a imagem.
Plena de reticências... vazia de ser, de estar...
Profere qualquer palavra que se preze, registe e não suma.
Abriga-me no canto da folha, dentro de ti e fora da margem.


adc

5 comentários:

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Folha, pedaço de nós.

Gude uiquende per tê!

Poeta da Lua disse...

se linhas desencontram-se, onde encontrá-las?

até...
ah, gostei de te ler aqui e lá...

http://paaixoeseencantos.blogs.sapo.pt disse...

deixas sempre uma leitura sublime para quem te lê , obrigaado.
eu deixo um poema e um video k acho k tem uma letra lindissima e que vai de encontro com o k o meu amigo precisa de ouvir
............·:::::·
¸,.·´¨`·.( -.- ).·´¨`·.,¸
¨`·--·-¨( “)(“ )¨-·--·´¨
¸.·´ uma boa semana
e beijos
carla granja
( `·.¸
`·.¸ )
(.·´*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·`*(`“·.¸(`“·.¸*(`“·.¸*(`“·.¸- *

Brain disse...

"Plena de reticências... vazia de ser, de estar..."

Ser pleno de reticências,
Não significa,
Na minha opinião,
Vazia de ser, de estar.

Ser pleno de reticências,
É ter sempre espaço para mais,
É ser sempre possível ir mais além,
E possibilitar a quem lê,
Seguir no sentido e direcção,
Que mais próximo seja da sua própria vontade.

Eu...
Eu gosto de reticências!

Quase tanto,
Como de te ler!

Beijo.

Brain disse...

ADC,

Que 2008 seja um Excelente ano para ti!

Um Beijo meu.